CAVACOS DAS CALDAS II

DICIONÁRIO GRÁFICO BORDALIANO

alguns livros, cerâmicas, belos gatos e algo mais...



sexta-feira, 29 de junho de 2007

84.ª Página Caldense


ESTREMADURA - NÚMERO VII
Artigo: Rafael Bordalo e a Louça das Caldas
Autora: Julieta Ferrão
[Páginas 343 a 354, incluindo 3 fotografias]

[...] "É corrente ouvir-se: "É das Caldas... é do Bordalo", toda a vez e que nos depara uma peça de faiança com as supostas características da olaria caldense. Ora Rafael Bordalo, quando foi para as Caldas da Rainha, já lá encontrou essa indústria.

Faiança policromada - Borracha "Taborda"

[...]Ao estudarmos hoje as faianças de Rafael Bordalo Pinheiro reconhecemos, como bem notou o crítico de arte Manuel de Sousa Pinto, o que mais conscientemente tem apreciado a personalidade artística de Rafael Bordalo Pinheiro, que "Bordalo, na cerâmica como na caricatura, foi a espontaneidade feita arte.

E essa espontaneidade leva-nos a deplorar o ter Rafael Bordalo despertado oleiro tão tardiamente."




Rafael Bordalo Pinheiro junto da "Jarra Beethoven"


[Estremadura, Boletim da Junta de Província- Setembro / Outubro / Novembro / Dezembro - 1944 - Série II - Número VII. Publicação Quadrimestral. Director: Carlos Botelho Moniz.]

Sem comentários: