CAVACOS DAS CALDAS II

DICIONÁRIO GRÁFICO BORDALIANO

alguns livros, cerâmicas, belos gatos e algo mais...



sábado, 30 de agosto de 2008

Desmilinguida

LES CHATS
DUBOUT


[Página 60]

[Página 75]

Verdadeiramente desmilinguida, à semelhança dos gatos de Dubout, ausentei-me por cerca de três semanas. A partir de hoje, Cavacos das Caldas volta ao activo.
Os meus agradecimentos pelas mensagens amigas recebidas.

[Les Chats. Dubout. Éditions Hoebeke. 1988. ISBN 2-905292-07-05]

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

301.ª Página Caldense

HOSPITAL
JOSÉ AFONSO FURTADO

[Hospital. José Afonso Furtado. Edição: Hospital Termal das Caldas da Rainha na sequência de uma exposição fotográfica realizada em Dezembro de 1985. Tiragem 1500 exemplares, 150 dos quais são numerados de 1 a 150 e assinados pelo Autor. 26 páginas numeradas + capas.]

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

300.ª Página Caldense


EDITAL

A Comissão Executiva da Camara Municipal do Concelho das Caldas da Rainha:

"Faz publico que, como nos anos anteriores, se realiza nesta vila, nos dias 15,16 e 17 de Agosto proximo, uma feira anual, que este ano, coincide com a realisação de varios

FESTEJOS PUBLICOS

e importantissimas

EXPOSIÇÕES AGRÍCOLA, PECUÁRIA E INDUSTRIAL E DE AUTOMÓVEIS

certames estes que aqui atraem grande numero de forasteiros e visitantes.
O local da feira esta convenientemente adaptado a tal fim, podendo, desde já, ser reservados lugares de harmonia com o pedido dos barraqueiros.
Para constar se passou o presente e outros iguais que vão ser devidamente afixados.
Paços do concelho das Caldas da Rainha, 16 de Julho de 1925."
O Presidente da Comissão Executiva
J. Saudade e Silva
O meu agradecimento ao amigo Zé Ventura pela oferta deste edital festivo!

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Leituras - Almada Negreiros

O LIVRO

"Entrei numa livraria.Puz-me a contar os livros que ha para ler e os anos que terei de vida. Não chegam, não duro nem para metade da livraria.

Deve certamente haver outras maneiras de se salvar uma pessoa, senão estou perdido.

No entanto, as pessoas que entravam na livraria estavam todas muito bem vestidas de quem precisa salvar-se.

***

Comprei um livro de filosofia. Filosofia é a sciencia que trata da vida; era justamente do que eu precisava - pôr sciencia na minha vida.

Li o livro de filosofia, não ganhei nada, Mãe! não ganhei nada.

Disseram-me que era necessário estar já iniciado, ora eu só tenho uma iniciação, é esta de ter sido posto neste mundo á imagem e semelhança de Deus. Não basta?

***

Imaginava eu que havia tratados da vida das pessoas, coomo ha tratados da vida das plantas, com tudo tão bem explicado, assim parecidos com o tratamento que ha para os animais domesticos, não é? Como os cavalos tão bem feitos que ha!

Imaginava eu que havia um livro para as pessoas, como ha hostias para cuidar da febre. Um livro pequenino, com duas páginas, como uma hostia. Um livro que dissesse tudo, claro e depressa, como um cartaz, com a morada e o dia." [Página 11]

AS PALAVRAS

"O preço de uma pessôa vê-se na maneira como gosta de usar as palavras. Lê-se nos olhos das pessoas. As palavras dançam nos olhos das pessôas conforme o palco dos olhos de cada um."[Página 19]

[A Invenção do Dia Claro. Escripta de uma só maneira para todas as espécies de orgulho, seguida das démarches para a Invenção e acompanhada das confidencias mais intímas e geraes - Ensaios para a iniciação de portuguezes na revelação da pintura - com um retrato do autor por elle-proprio- primeiro milhar. Lisboa "Olisipo" Apartado 145. 1921. Almada. Edição fac-similada Assírio & Alvim. Maio de 2005. ISBN 972-37-0969-4.]

299.ª Página Caldense

Par de Jarrões com decorações alusivas ao vinho.
Rafael Bordalo Pinheiro
Proveniente da Casa dos Patudos, Alpiarça
Exposição José Relvas, Assembleia da República


Livros sobre Vinicultura
Biblioteca José Relvas

Jarra Beethoven (2.ª versão) de Rafael Bordalo Pinheiro
Proveniente da Casa dos Patudos, Alpiarça
Exposição José Relvas, Assembleia da República

298.ª Página Caldense

CALDAS DA RAINHA (Portugal)
Hospital D. Leonor - Uma das salas de inalações
Edição de José da Silva Dias Lda

Adivinhem qual é ...
Marcha Popular
Comemorativa da abertura da época termal das Caldas da Rainha
15 de Maio de 1943
Música - Almeida Cruz (Filho)
Letra - José Serrano

I CCOUPLET
"Há um canto em Portugal
Pelo Destino prendado.
P'ra atrair não há igual
Como êsse torrão sagrado!

Eu quero,eu quero lá ir,
Conhecer a "bem-fadada".
Nela a vida é a sorrir
E nela não falta nada!

II
Ela só poder ser uma.
É tão fácil a adivinha!
Afinal qual é em suma?
Digam lá todos á uma!
É as Caldas da Rainha!

REFRAIN
Terra abençoada por Deus
Onde há fartura e berm estar!
Quem lá vai alguma vez
Tem vontade de voltar,
P'ra lá ficar!"