Partilhando leituras

Livros sobre Caldas da Rainha, Rainha D. Leonor, Bordalo Pinheiro, caricaturas,

cerâmicas, gatos e algo mais...

quinta-feira, 28 de maio de 2009

383ª. Página Caldense

PARA AS ELEIÇÕES
Receita para fazer deputados de recheio, segundo o formula do grande politico Matta
(António Maria, humilde discipulo do grande cosinheiro offerece aos leitores.)
Tomam-se alguns candidatos depenados e limpos, como é costume encontral-os debaixo da arcada, á porta do ministerio do reino.

Tiram-se-lhe os ossos do peito da seguinte fórma: desconjunta-se o osso que está junto ao papo, e com o dedo se lhe vae despegando a carne pelo interior até que o osso sai limpo.

Depois empernam-se, puxam-se


e estendem-se ao comprido em frento dos leitores (ás vezes elles mesmos á que se estendem).

Lardeiam-se com tirinhas de discursos e depois mettem-se nos competentes circulos, á falta d'outras caçarolas em que caibam.
Devem tapar lhes o fundo duas cenouras, alguns graos de pimenta (na aza) e bastantes quartilhos de vinho, branco ou tinto.




É preciso que o candidato fique sobretudo muito bem regado, com sal suficiente e o competente dentinho d'alho picado. O circulo ou caçarola leva-se tapado ao forno da egreja matriz.
Depois de alguma coisa passado, tira-se toda a gordura e todas as banhas que tiver na algibeira. E serve-se quente. Ou então frio, á vontade do freguez.



Eis o petisco a que no banquete constitucional se chama o pudim do suffragio.

Rafael Bordalo Pinheiro
O António Maria, 9 de Outubro de 1879, página 137

Sem comentários: