Partilhando leituras

Livros sobre Caldas da Rainha, Rainha D. Leonor, Bordalo Pinheiro, caricaturas,

cerâmicas, gatos e algo mais...

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

144.ª Página Caldense

S. Jorge combatendo o Dragão
RAFAEL BORDALO PINHEIRO

"JORGE (23 de Abril). Santo fabuloso, originário da Capadócia. Guerreiro Valente, salva a filha do Rei matando o terrível dragão, que a queria devorar. (Ao que parece, teria morto um auroque - bisonte europeu - que dizimava a população com ferocidade. Com o decorrer do tempo, porém, o auroque ter-se-á transformado em dragão, símbolo do demónio judaico-cristão.) Foi eventualmente martirizado de maneira bizarras. A sua lenda foi rejeitada no século V por um concílio, mas persistiu e ganhou enorme popularidade no tempo das Cruzadas. Iconograficamente, é representado por um jovem imberbe, de armadura, tanto a pé como num cavalo branco, com cabelos compridos, um dragão aos pés e a lança quebrada. Tem por vezes uma espada nua e um estandarte branco com uma cruz vermelha. Padroeiro da Inglaterra. Com a reforma do calendário litúrgico (9-5-69) pelo papa Paulo VI, tornou-se opcional a observância do seu dia festivo."

[Jorge Campos Tavares, Dicionário de Santos, Lello Editores, 3.ª Edição, 2001]

Esta fantástica luta entre o santo e dragão, foi-me enviado pelo João B. Serra.
Os meus agradecimentos por mais esta partilha.
Leiam-se: cidadeimaginaria.org e a rubrica "O Que Eu Andei", no próximo número da Gazeta das Caldas.
2 COMENTÁRIOS:

Anónimo disse...
Isabel tambem fiquei surpreendido com a "aparicao" deste S.Jorge em Santiago do Cacem. Que eu saiba conto com a existencia de 4 peças (com diferencas nas dimensoes )1 - na casa museu S.Rafael2 - este agora referido no texto em Santiago3 - existe foto de outro em Cascais na casa museu Castro Guimares (Ilustracao Portuguesa)4 - e outro existente perto de Pombal numa igreja (de grandes dimensões e identico ao existente na casa museu S. Rafael )Presumindo que o S.Jorge existente em exposiçao em Santiago não sendo o de Cascais, totalizam 4 pcs. muito intessante. nao existem moldes desta peça na fabrica bordalo actual.vitor Pires
11 de Setembro de 2007 17:39

Anónimo disse...
Aqui há três anos esteve no Museu da Cerâmica para restauro um S. Jorge e Dragão de Rafael Bordalo Pinheiro. Foi o Herculano Elias que o restaurou e sabará mais sobre a peça.Margarida(era diferente desta)
12 de Setembro de 2007 1:07

2 comentários:

Anónimo disse...

Isabel
tambem fiquei surpreendido com a "aparicao" deste S.Jorge em Santiago do Cacem. Que eu saiba conto com a existencia de 4 peças (com diferencas nas dimensoes )
1 - na casa museu S.Rafael
2 - este agora referido no texto em Santiago
3 - existe foto de outro em Cascais na casa museu Castro Guimares (Ilustracao Portuguesa)
4 - e outro existente perto de Pombal numa igreja (de grandes dimensões e identico ao existente na casa museu S. Rafael )

Presumindo que o S.Jorge existente em exposiçao em Santiago não sendo o de Cascais, totalizam 4 pcs. muito intessante. nao existem moldes desta peça na fabrica bordalo actual.
vitor Pires

Anónimo disse...

Aqui há três anos esteve no Museu da Cerâmica para restauro um S. Jorge e Dragão de Rafael Bordalo Pinheiro. Foi o Herculano Elias que o restaurou e sabará mais sobre a peça.
Margarida
(era diferente desta)