CAVACOS DAS CALDAS II

DICIONÁRIO GRÁFICO BORDALIANO

alguns livros, cerâmicas, belos gatos e algo mais...



quarta-feira, 30 de maio de 2007

48.ª Página Caldense

ZÉ POVINHO
A Obra e a Vida de Rafael Bordalo Pinheiro


RAFAEL

"Rafael Bordalo Pinheiro é personalidade das mais ricas e inventivas do panorama artístico português da segunda metade do século XIX.
Caricaturista, ilustrador, jornalista, pintor e gravador, soube captar em charges sensíveis e mordazes, o perfil do mundo sociopolitico e cultural que o cercava, numa crónica apaixonada e comovente. Mais do que a simples transposição de uma ideia, a caricatura foi para Bordalo seu Norte, sua bússola, seu elo vital.

[...]

Inquieto por temperamento, impetuoso, desordenado, Bordalo ainda surpreenderia: é o Bordalo oleiro. Transpondo para o barro elementos nacionais, numa singular fabulação, ele iria inovar, a partir de 1884, a indústria cerâmica ao fundar a Fábrica de Faianças das Caldas da Rainha, na região da Estremadura.

Sem pretender uma narração exaustiva, a exposição procura documentar os variados aspectos da produção bordaliana. É o depoimento de uma trajectória, uma tentativa de recuperar para as novas gerações o caleidoscópio fascinante de um grande criador."

Rio de Janeiro, Maio de 1990

Marco Paulo Alvim (Curador)

[Jornal com 12 páginas numeradas. Dimensão: 21.00 x 29,50 cms. Impresso a preto sobre papel de cor castanha. Edição da responsabilidade da Fundação Casa de Rui Barbosa, Rio de Janeiro Junho-Julho de 1990 (Secretaria de Cultura da Presidência da República). Exposição comemorativa dos 115 anos parecimento da personagem na imprensa portuguesa e da vinda de Bordalo para o Rio de Janeiro.]


Sem comentários: