Partilhando leituras

Livros sobre Caldas da Rainha, Rainha D. Leonor, Bordalo Pinheiro, caricaturas,

cerâmicas, gatos e algo mais...

domingo, 18 de janeiro de 2009

339.ª Página Caldense

As Madres


Nas notícias ultimamente publicadas em vários órgãos de comunicação social, acerca da difícil situação vivida pela Fábrica de Faianças Bordalo Pinheiro, fala-se muito das “madres”.

Refere-se sobretudo a necessidade de preservar as “madres” ainda existentes e que remontam ao tempo de Rafael Bordalo Pinheiro ceramista nas Caldas.


Mas sabemos nós do que falamos, quando falamos das “madres”?

Tentando dar uma achega ao assunto, recorri à página da Internet da responsabilidade de Cencal (Centro de Formação Profissional para a Indústria Cerâmica), dali recolhendo um pequeno texto do ficheiro intitulado “Elementos Constituintes do Processo Cerâmico", ao qual anexei um conjunto de fotografias de madres existentes na Fábrica.


Quero expressar o meu agradecimento ao sr. Formigo, que me conduziu pelos corredores do armazém onde estão bem guardadas as madres, classificadas e identificadas, fruto de um trabalho de minúcia e de extrema dedicação. Agradecimentos extensivos à Elsa Rebelo.


O texto intitula-se: “Caracterização e constituição de uma peça de cerâmica”, que passo a transcrever:

“Para se reproduzirem peças em cerâmica industrialmente, é necessário que estas passem por um processo mais ou menos elaborado até que se consiga obter a peça final.


Estes processos iniciam-se cm a definição do processo de conformação, a partir do qual a peça será reproduzida, e com a execução dos modelos em gesso ou barro, pode-se utilizar as técnicas de facetamento, torneamento, escantilhão, manuais ou mistas. Depois de se ter definido o processo de conformação e se ter optado por uma das técnicas para construir o modelo, é necessário executar o molde original que reproduzirá a forma do modelo. Este molde originalmente também está ligado ao processo de conformação, sendo a sua forma final definida por este.


Para que se possam posteriormente reproduzir vários moldes iguais, é necessário construir uma madre de cada uma das partes que o compõem, podendo ser constituídas em gesso, resina ou silicone.


A última etapa, antes do processo de conformação, é a reprodução a partir das madres, de vários moldes de produção que irão alimentar cada uma das máquinas ou das mesas de enchimento. O processo de conformação pode ser feito por via líquida ou pastoso, existindo para o efeito vários tipos de máquinas. As peças, posteriormente acabadas, serão secas e cozidas.


No final, as peças em barro são decoradas e novamente cozidas. Em alguns casos, podem ser cozidas só uma vez em mono cozedura, porque se coze a pasta e o vidro ao mesmo tempo anunciando una etapa, ou no inverso ser necessário cozê-lo três vezes quando existe uma decoração de terceiro fogo que tem de ir novamente ao forno depois de aplicada sobre um vidro cozido.”

PS: Este texto refere o actual processo de constitução de uma peça cerâmica, em tudo semelhante à utilizada no tempo de Bordalo, à excepção da utilização de materiais como por exemplo o silicone.

5 comentários:

o das caldas disse...

Excelente trabalho Isabel aceita os meus sinceros parabéns e tem uma boa semana de vendas e claro saúde pb.
Deixo tb 2 beijinhos

Maria disse...

Excelente post!
E mais que oportuno.
Obrigada, Iabel.

Luis Eme disse...

bela lição de história, foi por isso que deixei ligação nas "Viagens"...

Margarida Araújo disse...

http://lauroantonioapresenta.blogspot.com/2009/01/rafael-bordalo-pinheiro.html

Será que esforço de muito será caminho do encontro de uma solução para a Fábrica e o legado de Bordalo Pinheiro?

Isabel X disse...

Muito didáctica esta viagem ao mundo das madres das Faianças Bordalo Pinheiro que a Isabel nos proporciona! E muito oportuna também, como já havia sido dito.
Obrigada!
- Isabel Xavier -