Partilhando leituras

Livros sobre Caldas da Rainha, Rainha D. Leonor, Bordalo Pinheiro, caricaturas,

cerâmicas, gatos e algo mais...

terça-feira, 17 de novembro de 2009

A Caminho de Lisboa



A partir de amanhã terá lugar nas instalações do Instituto de Estudos Portuguesas da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, o "Congresso Internacional Rafael Bordalo Pinheiro no seu Tempo".

Ao longo de 4 dias, 47 conferencistas falarão da obra de Rafael Bordalo nas mais variadas perspectivas.

Vão ser uns dias empolgantes para quem aprecia a obra do excelente caricaturista e imaginativo ceramista.

A cerimómia de encerramento do "Congresso Internacional Rafael Bordalo Pinheiro no seu Tempo" será no sábado, nas Caldas da Rainha.

São 4 os caldenses a abordarem a obra Mestre.

A saber:

- No dia 20 de Novembro (sexta-feira), pelas 11,30 Horas, Cristina Horta falará sobre: "Bordalo Pinheiro- Obras com História - Cerâmica";

- No dia 21 de Novembro (sábado), pelas 11,30 Horas, Isabel Castanheira feita repórter, relatará as "Variações Caldenses", ou seja, as novidades da mais famosa terra de vilegiatura do país;

- No mesmo dia, pelas 11,45 Horas, Matilde Tomaz do Couto e Fátima Crespo da Fonseca Ribeiro, conduzir-nos-ão por uma visita aos "azulejos de Rafael Bordalo Pinheiro num jardim romantico de finais do Séc. XIX";

- Logo depois, pelas 12,00 Horas, João Bonifácio Serra, levar-nos-á a visitar "Rafael Bordalo Pinheiro e o centro cerâmico caldense".

Vão ver 4 dias inesquecíveis. Amanhã de manhã, bem cedinho, vou a caminho de Lisboa e levo comigo a Velha dos Pontos nos ii, o Pan-Tarântula, o Manuel Gustavo, o Zé Povinho numa padiola feita altar, e um gato Pires de estandarte a voar ao vento...

Rafael Bordalo Pinheiro vai connosco.

Prometo, no sábado, trazê-lo de volta.

3 comentários:

Anónimo disse...

para quando uma actualizaçao do blogue?

cumpprimentos de um leitor que descobriu hoje este blogue e espera que volte à vida

o das caldas disse...

E que brilhante comunicação fez hoje a Doutoranda Cristina Horta ao congresso!

Artur R. Gonçalves disse...

Havia com certeza outros caldenses, só que não foram identificados como tal. Depois, os assinalados cumpriram bem a sua missão.