CAVACOS DAS CALDAS II

DICIONÁRIO GRÁFICO BORDALIANO

alguns livros, cerâmicas, belos gatos e algo mais...



quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Caricaturas do Metro Aeroporto


A caricatura é um género artístico que não é muito divulgado entre nós. Exceptuando algumas edições pontuais, poucas surgem em livro, ainda que em vários jornais elas sejam publicadas, veja-se o caso de o Expresso, do Público e do Correio da Manhã.

A caricatura utilizada em espaço público ainda é mais invulgar. Feliz foi o Metropolitano de Lisboa que decorou a sua nova estação no Aeroporto com caricaturas de grande dimensão, da autoria de António.

A editora Documenta publicou agora um precioso livro com as caricaturas que habitam o aeroporto. Personagens várias que não sabemos se estão de chegada, se vão de partida. Cinquenta (+1) caricaturas de figuras públicas que abrangem o final do século XIX até aos dias de hoje.

Ao começarmos a folhear o livro a primeira caricatura com que deparamos é a de Rafael Bordalo Pinheiro, na companhia do seu amigo Zé, mantido este, atrás em posição de respeito.

Escritores, políticos, pintores, poetas, actores, cantores, músicos, arquitectos, toda uma panóplia de figuras que se diferenciaram pela sua obra.

Autor desta galeria é António, conhecido de todos nós pelo seu apontamento semanal no Expresso.

Estes “bonecos” têm uma tal força, que quando nos aproximamos deles, temos a sensação que se arrancam da pedra e que vêm ao nosso encontro. O contraste entre o branco do mármore e o preto da tinta, tornam-nos numas figuras fortes que dá a sensação que nos acompanham no andar apressado a caminho do nosso destino…

O livro, em cuja capa as caricaturas são reproduzidas em pequeno formato, tem uma elegância e uma sobriedade muito particulares, a que já estamos desabituados, o que faz com que este livro se distinga das capas de muito mau gosto que hoje se tornou moda.

Cinquenta caricaturas vivem neste livro, acompanhadas de um texto, numa estrutura em tudo semelhante ao Álbum das Glórias do nosso amigo Rafael Bordalo Pinheiro, como bem referencia Joaquim Vieira autor da introdução.

Na minha prateleira de caricaturas este livro irá ocupar um lugar muito especial, pois é um painel das mais representativas personagens do meu tempo. E ser caricaturado por António é tornar-se imortal.

Os estudos das caricaturas do Metro de António, estão expostas no Museu Bordalo Pinheiro, no campo Grande em Lisboa. Visitei a exposição, e fiquei com o desejo imenso de na próxima vez que viajar, sei lá para onde, quando percorrer o longo corredor entre o metro e o aeroporto, pegar na mão de umas tantos daquelas imagens e desafiá-las a irem comigo para o mundo da fantasia. 

«Caricaturas de Metro Aeroporto» de António Antunes é uma edição Documenta.

Agradeço ao Luís Guerra a oferta deste exemplar autografado por António. Se o livro por si só era valioso, autografado, duplica o seu valor.

1 comentário:

Anónimo disse...

Espero que a Isabel continue com estes "cavacos" pois eles são maravilhosos e não são só as fotos dos antigos alunos "sou um deles" que nos dá prazer em nos trazer algo de cultura. Obrigado Chaves