Partilhando leituras

Livros sobre Caldas da Rainha, Rainha D. Leonor, Bordalo Pinheiro, caricaturas,

cerâmicas, gatos e algo mais...

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Coisas de Gatos

A cumplicidade
A sedução

O descanso

A surpresa

A ousadia
O fascínio

Amizade


A um gato
Os espelhos não são mais silenciosos
Nem mais furtiva a alba aventureira;
Tu és, sob o luar, essa pantera
Que só vemos de longe, receosos.
Por obra indecifrável de um decreto
De Deus, te procuramos futilmente;
Mais remoto que o Ganges e o poente,
É teu isolamento mais secreto.
Teu dorso condescende com a morosa
Carícia desta mão. Admitiste,
Desde essa eternidade que é o triste
Esquecimento, o amor da mão medrosa.
Existes noutro tempo. E és o dono
De um domínio fechado como um sono.

Jorge Luis Borges, Obras Completas, Vol II

Agradeço a colaboração dos amigos que me enviram as imagens.

Um aviso particular à Isabel Xavier que me enviou o poema: fico à espera de mais.

1 comentário:

Artur R. Gonçalves disse...

Aí vai uma versão cantada. É só preciso clicar:

Le Chat de la Voisine - Yves Montand à l´Olympia

http://www.youtube.com/watch?v=LEaSpfSof3c