Partilhando leituras

Livros sobre Caldas da Rainha, Rainha D. Leonor, Bordalo Pinheiro, caricaturas,

cerâmicas, gatos e algo mais...

sexta-feira, 29 de julho de 2011

À Espera - Descubra as diferenças entre 1894 e 2011

"O Governo espera a solução do Brasil."

"A Oposição espera o poleiro."


"Os republicanos esperam "Amanhã".
"Os realistas esperam Hontem!"



"Os anarquistas esperam a véspera de Santo Novidade,"



"O sr. general Queiroz espera-os a todos."


"A finança espera a subida dos fundos."


"Os pretendentes esperam os ministros."




"Os operários esperam trabalho."

"A indústria espera capital."



"A agricultura espera que o sol ou a chuva lhes trabalhe a terra."

"Os lojistas esperam fregueses."



"A Ciencia espera a cólera"


"Tudo espera até a travessa da Espera está à espera."


" Ninguém avança nem recua."


"Alguns cansados de esperar vão esperar para o outro mundo, suicidando-se."


"Assim desaparecerá esta geração falta de esperar..."



"Dando lugar à geração nova que continuará, a esperar ... a mesma coisa!"



É sempre para mim um prazer e uma descoberta regressar às páginas ilustradas por Rafael Bordalo Pinheiro. O seu poder de síntese, a sua análise microscópica, a sua observação realista, fazem com que muitas das suas caricaturas sejham intemporais, pois mudando-se o decor e as personagens as situações são de uma actualidade surpreendente. É um elogio ao grande Artista, é uma crítica à nossa sociedade. Continuamos assim tão iguais ao que éramos em 1894?


Esta sequência de ilustrações compõem uma página dupla publicada n' O António Maria, a 12 de Junho de 1894.

Sem comentários: