CAVACOS DAS CALDAS II

DICIONÁRIO GRÁFICO BORDALIANO

alguns livros, cerâmicas, belos gatos e algo mais...



sábado, 21 de janeiro de 2012

Carlos Constantino e Bordalo Pinheiro












Passei por lá várias vezes antes de dar com o sítio.

É num cantinho sul do edifício da Expoeste, que finalmente o encontro. A quem?

Ao Carlos Constantino face a face a um Bordalo Pinheiro imponente e bem apessoado.

O Carlos está a trabalhar no barro, a ultimar um busto de Rafael. Como na grande maioria dos seus trabalhos, Carlos Constantino consegue transmitir às suas personagens um ar caricatural, sem nunca alterar os traços característicos básicos do retratado.

Confesso a minha admiração e o meu carinho pela obra do Carlos. Poucos, como ele possuem a arte de trabalhar o barro com tal mestria critica.

Estas fotografias que tive a possibilidade de tirar, não fazem jus à qualidade do seu trabalho. Seja dito, que nunca tive uma relação pacífica com a máquina fotográfica, por muito automática que ela seja. E repararam como o sol também queria espreitar o que se passava?

Mas aqui ficam algumas fotografias dos últimos retoques, com os maiores desejos que seja passada a obra definitiva.

E parabéns ao Carlos Constantino e a quem com ele trabalha. É um prazer conhecer ceramistas que dão vida ao barro, como o Carlos consegue. Tal c
omo o fez no passado, também hoje Caldas pode continuar a orgulhar-se dos seus ceramistas.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Bicharada Cerâmica Contemporânea











BICHARADA, cerâmica contemporânea de Teresa Cortez

Inauguração
26 de Janeiro, pelas 19h00

Galeria do Museu Bordalo Pinheiro
Campo Grande, 382 - Lisboa
Exposição patente de 27 de Janeiro
a 20 de Maio de 2012

Horário
Terça-feira a Sábado, das 10h às 18h
Encerra ao Domingo, Segunda-Feira e Feriado

Entrada Gratuita

Esta exposição monográfica apresenta uma abordagem à obra cerâmica de Teresa Cortez, através da temática dos animais que é transversal no seu trabalho. Potes, esculturas de pequenas dimensões, placas cerâmicas, pratos, azulejos individuais e em painel, partilham a criação de uma quinta poética interior, habitada por histórias (re)inventadas, que ocupam o piso térreo da Galeria de Exposições Temporárias do Museu Bordalo Pinheiro.

Parte significativa do seu trabalho cerâmico é a concepção de painéis de azulejos pintados, por vezes modelados ou relevados, que foram integrados em projectos de arquitectura. Sendo Lisboa um local privilegiado, estudos e projectos para a sua realização são apresentados no piso superior da Galeria, onde se pode ver a projecção de imagens de alguns dos painéis na cidade.
……………………………………………………………………………………………….………….…………………

TERESA CORTEZ - Nasceu em Leiria. Tem os Cursos de Formação de Cerâmica Decorativa, Imagem e Desenho Têxtil da Escola António Arroio. Estagiou e colaborou com Querubim Lapa, no seu atelier de cerâmica, na Fábrica Viúva Lamego. Em 1988, obteve uma Bolsa de Estudo da Fundação Gulbenkian, para realizar um Trabalho de Investigação em Grupo, sobre Desenho Têxtil, orientado pelo Eng.º Melo e Castro. Galardoada com a medalha de bronze do salão de arte moderna/1970, da Junta de Turismo do Estoril. 1º Prémio de azulejaria da câmara municipal de Lisboa/1986 com painel de cerâmica instalado no edifício MCB, na Av. da Liberdade 144/146. Menção Honrosa do Prémio Municipal “Jorge Colaço” de Azulejaria/2000 ao painel de azulejos colocado na Escola Secundária Josefa d’Óbidos. Expõe desde 1972 em Portugal, Espanha, Itália, entre outros.

Galeria do Museu Bordalo Pinheiro - Campo Grande, 382 - Tel. 21 817 06 71
Para mais informações e imagens - Isabel Aguilar - Tel. 21 817 06 62 - Email: isabel.aguilar@cm-lisboa.pt

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Azulejos da Fortaleza de Luanda





Belissimos: Os azulejos recuperados da Fortaleza de Luanda para apreciar Aqui e Aqui .




As Barbas de Junqueiro



As Barbas de Junqueiro

Textos: Luis Humberto Marcos e Henrique Manuel S. Pereira

Edição: Museu Nacional de Imprensa

1.ª Edição - 1000 Exemplares - 1999

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Gato do Chiado

Ontem, fui a Lisboa e no Chiado encontrei este gato. Estava a apanhar sol na montra da Sá da Costa. Perguntei-lhe se queria mudar de ares, saltou-me para o colo e lá viemos os dois a caminho das Caldas. Até agora não se mostrou arrependido da decisão. Eu também não.

Notícia Disléxica

Em vários sítios, lê-se:

11.00 Horas - Notícia: "O grupo Leya despede colaboradores"

16,00 Horas - Notícia: "O grupo Leya prevê forte crescimento no Brasil"

Albarde-se a notícia à vontade mais conveniente.