CAVACOS DAS CALDAS II

DICIONÁRIO GRÁFICO BORDALIANO

alguns livros, cerâmicas, belos gatos e algo mais...



quarta-feira, 28 de outubro de 2009

terça-feira, 27 de outubro de 2009

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

O Gato Azul do Luís

O Luís Milheiro ofereceu-me um gato azul pintado pelo artista brasileiro Aldemir Martins.

Recebi-o de mãos abertas e aconcheguei-o junto ao coração. Os gatos são como o arco-íris. Seja qual for a sua cor são sempre mágicos.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Confraria do Príapo



Caldas - Terra das Malandrices


Terra das Malandrices

Arranca dentro de uma semana, e terá a duração de um mês, a 1ª Mostra Erótica-Paródica das Caldas da Rainha, designada por Terra das Malandrices. Trata-se de uma iniciativa da Confraria do Príapo, a associação caldense criada no passado mês de Abril por comerciantes, artesãos, artistas e professores, com o objectivo de valorizar e divulgar a tradicional cerâmica erótica das Caldas da Rainha.

Baseada na exposição das peças cerâmicas mais representativas daquilo que é actualmente produzido e comercializado no concelho, esta Mostra inclui também exposições de arte erótica e malandrices produzidas noutros materiais, incluindo produtos alimentares da gastronomia e confeitaria caldense. As exposições terão lugar em espaços do Caldas Shopping, do Parque D. Carlos I e da Câmara Municipal.

O comércio tradicional estará também associado à 1ª Mostra Erótica-Paródica das Caldas da Rainha, preparando a ACCCRO um conjunto de iniciativas que incluem acções promocionais nas lojas e actividades de animação de rua, tudo com muitas malandrices.

A Confraria do Príapo pretende ver a loiça erótica-paródica das Caldas associada às artes, à cultura e à sexualidade, razão pela qual decorrerão neste período diversas palestras e espectáculos, dirigidos a públicos variados. Tratando-se de uma tradição da terra, reconhecida por todos os portugueses e mesmo além-fronteiras, fez-se um apelo a todos os caldenses para que participem activamente, seja disponibilizando peças novas e de colecção, seja desenvolvendo iniciativas que dignifiquem este importante património cultural e económico.

Garrafas para os caldenses interpretarem

A “Terra das Malandrices” tem como símbolo maior a tradicional Garrafa das Caldas. Do mais pequeno pirilau escondido no fundo da caneca ou no boneco de corda, até ao mais pujante e exagerado falo de 5 litros, ele há-os para todos os gostos e carteiras.

Compreendida nesta Mostra, está a possibilidade de artistas, estudantes e cidadãos em geral interpretarem Garrafas em chacota produzidas pelos principais artesãos do ramo. No espaço do Caldas Shopping, e dependendo das disponibilidades, funcionará um atelier de pintura, desenho e colagem, onde os interessados poderão inscrever-se e o público observar os trabalhos em curso.

Jantar Priapiano e Ceia das Malandrices

No âmbito da 1ª Mostra Erótica-Paródica das Caldas da Rainha, realizar-se-á no Restaurante Pachá, no próximo dia 31 de Outubro pelas 20,30h, um jantar temático consagrado ao deus Príapo, patrono da Confraria com o mesmo nome que defende a loiça erótica caldense. O jantar, durante o qual será dita poesia satírica e burlesca de conteúdo erótico, baseada nas obras de Bocage e do Corpus Priapeorum, contará com várias surpresas gastronómicas.

A 14 de Novembro, pelas 22 horas, o café-bar Inovação organiza uma ceia dedicada às Malandrices das Caldas, acompanhada da “Ópera do Malandro” de Chico Buarque de Holanda. Serão servidos, com o requinte a que este espaço habituou os seus clientes, pratos e bebidas inspirados na tradição erótica-paródica caldense.

As reservas devem ser efectuadas com antecedência em ambos os estabelecimentos, uma vez que os lugares são limitados.

Também de outros estabelecimentos de referência se esperam iniciativas, contribuindo de forma criativa para a afirmação desta importante tradição caldense que muito pode ajudar a recuperar e desenvolver a economia local. É o caso da Pastelaria Machado e da “cake designer” Teresa Henriques (Pastelaria Eclipse), que já anunciaram a sua participação.

Palestras e debates para públicos variados

Nuno Monteiro Pereira, médico urologista e sexólogo, é o primeiro orador convidado do ciclo de palestras e debates promovido pela Confraria do Príapo. Director da Clínica do Homem e da Mulher e da iSEX – Associação para o Estudo Avançado da Sexualidade Humana, o Professor Nuno Monteiro Pereira falará no próximo dia 23, pelas 21 horas, de “O Culto do Falo – da antiguidade à actualidade”.

O ciclo prossegue no dia 31 de Outubro às 18 horas, com a palestra “O Carácter Erótico-Burlesco de Príapo”, pelo Professor Carlos de Miguel Mora, doutorado em Filologia Clássica e investigador de poética erótica latina na Universidade de Aveiro.

No dia 7 de Novembro, à mesma hora, o artista plástico Vítor Pomar orientará uma conversa pública subordinada ao tema “Comer, Dormir e ir ao Jardim Zoológico – reflexões acerca da nossa vivência do quotidiano e sua relação com o modo como encaramos a realidade da existência e dos fenómenos”.

Geraldes Lino, conhecido especialista em banda desenhada e ilustração, estará nas Caldas da Rainha no dia 13 de Novembro, pelas 21 horas, para falar de “O Erotismo na Banda Desenhada”.

A 1ª Mostra Erótica-Paródica das Caldas da Rainha –Terra das Malandrices conclui este ciclo de qualidade no dia 21 de Novembro, às 18 horas, com a mesa-redonda “Garrafas das Caldas – origens, tradição e modernidade”, no qual participarão artistas, artesãos, comerciantes e investigadores caldenses.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

394.ª Página Caldense

3 Gatos Bordalianos contemplam os poderes mágicos dos livros

Os Poderes Mágicos dos Livros

"O regresso de uma biblioteca é como uma prova de vida. Tive de podá-la, claro, para caberem os novos: são livros que nunca mais vou ler; livros que odiei; livros que jamais hei-de querer acabar de ler; livros que me mandaram e que eu me esqueci de deitar fora. Ter a minha biblioteca à minha volta, aqui no meu escritório e ali na nossa sala, é como ter a protecção da Cosa Nostra. Já posso ir ver o que não sei – e o que não tenho a certeza de saber. Os livros são uma protecção térmica e decorativa: basta encher as paredes de livros para uma pessoa se sentir bem. Anthony Powell chamou a um dos (maus) livros dele: Books Do Furnish A Room. São, sobretudo, um poder. “É para isso que serve a universidade”, disse-me o meu tutor mais sábio de Manchester (cujo nome esqueci, como gratidão), “para nos ensinar a ir ver o que pensam as pessoas e, nesse exercício, de ir ver, ensinar-nos a pensar”. Os livros voltaram. A partir de agora, os meus poderes mágicos vão ser conforme."
Miguel Esteves Cardoso
Público, 18 de Novembro de 2009

393.ª Página Caldense

DIÁRIO DOS SURDOS
Número 6 - Setembro de 2009
Redacção e Administração: R. Provedor Frei Jorge de S. Paulo, nº. 5 - 1º. Andar - Caldas da Rainha